10 erros que estrangeiros cometem ao iniciar suas atividades no Brasil [WEB CONTENT #02]

10 erros que estrangeiros cometem ao iniciar suas atividades no Brasil [WEB CONTENT #02]

10 erros que estrangeiros cometem ao iniciar suas atividades no Brasil [WEB CONTENT #02]

Apresentamos na semana passada, o início da nossa Web Content sobre os 10 principais erros que estrangeiros cometem ao iniciar suas atividades no Brasil.

10 Erros que empresários estrangeiros cometem ao iniciar suas atividades no Brasil

Nossa proposta é ajudar empreendedores e empresários – independente da contratação de nossos serviços. Por isso, lançamos agora mais 4 dicas que, com certeza, irão auxiliar e nortear os passos das pessoas interessadas no território brasileiro para estabelecimento de seu negócio. Lembre-se: em caso de dúvidas estamos à disposição para fornecer todas as orientações necessárias. Bons negócios!

 

4- No Brasil, “no news are bad news

A falta de confirmações e notícias pode significar, na maioria dos casos, que o trabalho não está decorrendo conforme o desejado. Muitas vezes, o silêncio é um sinal de que algo desagradável se passou e o novo empresário pode se colocar em uma situação de risco, se for o último a tomar conhecimento. Buscar a informação é fundamental. No Brasil, em um ambiente empresarial, as más notícias demoram para chegam ao seu destino, diferentemente das boas, que são publicitadas, muitas vezes em excesso.

 

5- Não investigar todos os valores, todas as opções, todas as consequências.

A variância no sistema empresarial brasileiro é enorme. Nem sequer os impostos são aplicados de maneira linear. Ao preço anunciado se acrescem sempre alguns extras. Os impostos a pagar são sempre um pouco maiores e geralmente pode se contar com taxas adicionais. Antes de se comprometer é essencial questionar todas as alternativas,  bem como todas as suas implicações, para dessa forma evitar surpresas desagradáveis, como os impostos-gatilho e atualizações automáticas que não foram previstas. É importante também não procurar o caminho do menor esforço, pois ele pode ser o  mais caro e o com o maior número de armadilhas para novatos estrangeiros.

 

6- Contratar líderes de mercado, grandes especialistas

O mercado brasileiro é tão grande e tão rico que os grandes especialistas são geralmente os que não tem tempo a perder com pequenas necessidades de projetos  pequenos, vindos de países menores. Considerando que, comparado com o Brasil, quase tudo o que há no mundo é pequeno.

Procurar por especialistas renomados vai permitir que o empresário estrangeiro conte com empresas e profissionais excepcionais, mas também vai ter um custo alto e uma dificuldade grande em obter deles a atenção e a dedicação necessárias.

 

7- Subvalorizar a necessidade de caixa

Juros muito altos, fortes penalizações por atrasos nos pagamentos, bancos que restringem o crédito, dificuldades a movimentar dinheiro no exterior, entre outros efeitos, sempre geram um resultado. Uma empresa sem reserva de caixa pode se ver em um grande aperto. Não é uma experiência agradável ter falta de caixa, por isso, analise sempre se vale a pena arriscar.

 

Até o próximo artigo, com um conteúdo bônus para iluminar os passos de seu empreendimento no Brasil.

 

Vibratto – Seus números vibrando alto!

Phone: (11) 3853-0347
Fax:

%d blogueiros gostam disto: