Cobrar clientes, reduzir inadimplência e melhorar a performance do seu negócio.

Cobrar clientes, reduzir inadimplência e melhorar a performance do seu negócio.

Cobrar clientes, reduzir inadimplência e melhorar a performance do seu negócio.

Nem é preciso dizer que em tempos de crise econômica no país, a inadimplência se torna uma questão cada vez mais recorrente nas empresas. Se você não tem uma estrutura administrativa que garanta certa tranquilidade nos assuntos relacionados à cobrança e valores a receber, você provavelmente já se viu perdido em muitas situações. No entanto, como em todos os processos de gestão, existe uma série de técnicas e métodos disponíveis para auxiliá-lo em questões como essas. Como tudo na vida, uma cobrança também não se ganha no grito. Essa empreitada exige profissionalismo, conversa e paciência. E, por falar em paciência, queremos te deixar tranquilos: saiba que sim, é possível reduzir o número de inadimplência e, de quebra, melhorar a performance do seu negócio; mesmo nos dias atuais! Dentre todos os serviços realizados em nossa empresa, podemos destacar a expertise em cobrança; sendo assim, desenvolvemos algumas dicas com base em ações testadas em nossas próprias atividades. O sucesso é garantido na prática e comprovado nos números de nossos clientes. Então, mãos à obra, pois o nosso grande objetivo aqui é fazer com que esse suporte se estenda a você, empreendedor, dono de um pequeno, médio ou grande negócio.

 

1. Prevenção e Análise

O êxito em processos de cobrança está diretamente relacionado à forma sob qual o crédito foi concedido. Tenha na sua empresa um contrato padrão com cláusulas que tratam sobre a questão de inadimplência. Essa medida é preventiva e deve abranger uma avaliação adequada de risco aliada à uma correta formalização.

Para auxiliá-lo nessa pesquisa sugerimos dois caminhos:

Check Cadastro: Produto de propriedade da empresa Check Check onde, por meio de um CNPJ ou CPF, é possível obter endereço e telefone de uma pessoa a ser consultada. É válido em todo território nacional

Serasa: Produto de propriedade da empresa Serasa onde, por meio de CNPJ ou CPF, é possível localizar devedores. Também é válido em todo o território nacional.

 

2. Planejamento Estratégico

Se os procedimentos de cobrança forem inevitáveis, você deve planejar muito bem os passos a serem adotados. Defina políticas de cobrança para a sua empresa. Todas as ações devem ser conduzidas sem interferir no trabalho da área comercial. Estabeleça prioridades e mantenha o foco: conduza primeiro as as cobranças dos títulos de maior valor e/ou os que estejam em vias de prescrição.

 

Tenha em mente que a fidelização de clientes está cada vez mais concorrida! A área de cobrança (ou o profissional responsável) deve realizar o trabalho sem prejudicar a área comercial. Ambas devem atuar em colaboração para que não hajam interferências no relacionamento entre a empresa credora e o cliente devedor, afinal, ninguém sobrevive sem vendas, receitas ou negócios.

 

3. Métodos e Técnicas

Para tratar questões de inadimplência, deve-se escolher o método adequado em relação a dívida e o devedor. Toda equipe da empresa deve conhecer procedimentos adotados. A comunicação deve ser de fácil acesso para o esclarecimento de todos os envolvidos no negócio. A seguir, apresentamos alguns dos nossos principais Programas de Cobrança para auxiliá-lo:

 

  • Por e-mail: o envio de cobrança por e-mail é um procedimento extremamente simples e barato. Esteja atento à confirmação de recebimento por parte do destinatário.
  • Por correspondência: crie um programa de cobrança por correspondência  especialmente se a quantidade de títulos foram relevantes. A carta simples com AR é a mais recomendada.
    • Custo benefício: Esteja atento ao custo/benefício antes da postagem. A carta boleto é uma solução eficaz e inovadora que traz inteligência ao processo de cobrança. Antes de implantar o procedimento, consulte a Equifax, que fornece esse serviço.
    • Endereço Eletrônico: equifax.com.br
  • Por telefone / mensagem de celular: é um método ágil e barato que pode trazer bastante dinamismo ao processo de recuperação de recebíveis. Dentre todos os programas, os telefonemas se destacam como poderosos mecanismos para se cobrar dívidas.
  • Por visita presencial: Deve ser utilizado após a tentativa dos métodos anteriores. Evite proceder cobrança na frente de terceiros. Caso não tenha braço, terceirize a cobrança! A terceirização pode complementar um bom resultado.

Atenção à redação dos textos:

Seja claro e objetivo ao redigir cartas/ e-mails de cobrança. Não desrespeite as determinações presentes no Código de Defesa do Consumidor. Se a empresa credora for enquadrada no regime tributário lucro real, esteja atento à legislação. Recomendamos 3 modelos de cartas:

  1.  Carta com tom sutil.
  2. Carta com tom intermediário – pode ser assinada por um diretor da empresa.
  3. Carta com redação de tom mais austero – pode ter um timbre do advogado da empresa e ser assinado diretamente por ele.

OBS: Em caso de falha nos métodos anteriores, utilize notificação extrajudicial.

 

4. Atitude e Postura

Não se deixe levar por situações adversas e/ou externas. Em procedimentos de cobrança, quem age primeiro tem mais chances de sucesso no recebimento. Portanto, aja agora! E fique atento: os profissionais deverão respeitar a legislação para minimizar o risco de litígios para a empesa credora. Evite discordar e não discuta com o devedor. Situações de cobrança favorecem ambientes hostis e isso prejudica o êxito da ação. Seja humilde e amistoso.


Nossos esforços foram em deixar essa publicação a mais completa possível, no entanto, estamos à disposição para prestar qualquer suporte adicional à sua empresa e/ou seu negócio. Todas as nossas atividades de Assessoria Financeira são desenvolvidas com profissionalismo, seriedade e paixão. A nossa maior razão de existir é fazer os seus números vibrarem alto, portanto, em caso de dúvida ou assessoria adicional, não deixe de nos contactar. Ficaremos imensamente felizes em recebê-lo em nossas instalações.

imagem: pixabay

Phone: (11) 3853-0347
Fax:

%d blogueiros gostam disto: