O preço que você vende está correto?

Saber precificar adequadamente um produto ou serviço pode parecer fácil à primeira vista, mas basta olhar um pouco mais profundamente para perceber que outros fatores devem ser levados em consideração na hora de precificar.

O lucro não é a único ponto que deve ser previsto na hora de estabelecer um valor. O preço define entre outras coisas quem será seu público e como você se posicionará frente à concorrência.

Preste atenção nesses pontos que devem ser pesados na hora de concluir qual será o valor a ser cobrado.

BAIXE NOSSA PLANILHA DE FLUXO DE CAIXA GRÁTIS

Adequação do preço ao público-alvo:
Não adianta ter um preço baixo que não entregue o valor agregado do produto ou um preço alto que seu público não esteja disposto a pagar. Compreender o público para o qual seu produto ou serviço é direcionado é imprescindível para estabelecer um valor compatível com a realidade do target.

Análise da concorrência:
Observe os preços que a concorrência aplica, isso pode dar um norte de como você poderá se posicionar a fim de destacar-se dos demais.

Margem de desconto:
Tenha em vista a oportunidade de dar desconto, seja para uma promoção específica seja para atender aqueles clientes que solicitam um descontinho na hora de fechar a compra.

Planejamento financeiro:
Pagar os fornecedores é fundamental, assim como ter em vista que você precisa ter capital de giro para seguir crescendo. Concilie todas as suas despesas (fornecedores, taxas, impostos, custos de manutenção da estrutura da empresa e equipe) na hora de precificar seu produto ou serviço.

No caso da Vibratto, por exemplo, temos um cliente que não contava com um planejamento tributário e de tesouraria eficiente, isso significava em outras palavras, por exemplo, receber 20k e ter que pagar 25k, a conta desse modo nunca fechava.

Após uma avaliação sistêmica e passar por um planejamento tributário em linha com o serviço prestado, além de planejamento de tesouraria com prazos de pagamentos harmonizados com os prazos de recebimento permitiu com que sobrasse dinheiro no caixa. Sem esse tipo de organização provavelmente a empresa já teria encerrado as atividades, no entanto, atualmente a empresa próspera e está em plena expansão.

O lucro é sem dúvida um fator importante, mas não observar outros fatores na hora de determinar o preço de um produto ou serviço pode ser um risco altíssimo para a sua empresa. Fique atento aos outros pontos indicados no nosso artigo e boas vendas!

BAIXE NOSSA PLANILHA DE FLUXO DE CAIXA GRÁTIS



WhatsApp chat