4 Dicas de Gestão de Fluxo de Caixa para lucrar!

Toda empresa sobrevive de suas receitas, por isso, uma boa gestão de fluxo de caixa é importante, ou seja, o dinheiro que entra no caixa em função de suas vendas ou dos serviços que presta. Essas entradas precisam ser superiores às despesas e custos, caso contrário, não será possível honrar os compromissos.

Um fluxo de caixa bem organizado e administrado, permite antecipar eventuais dificuldades e assim conseguir tomar as devidas providências em tempo hábil. Por isso, separamos 4 dicas muito importantes sobre gestão de fluxo de caixa para que sua empresa comece a lucrar.

 Dica 1 – Prazos maiores para pagar e Prazos menores para receber

Isso é o básico, é a boa e velha conta de padaria. Você precisa receber das suas vendas para assim poder pagar seus fornecedores, correto? Mas os imprevistos que acontecem no meio do caminho? E se por um acaso, algum recebimento não ocorrer?

Quando você começar a administrar melhor seu fluxo de caixa, a primeira iniciativa é ajustar os prazos financeiros, quanto maior for o prazo de pagamento de fornecedores e contas, maior será o giro de dinheiro no seu caixa.

Mas não é porque você vai pagar com mais tempo, que precisa receber no mesmo prazo. Aqui você negocia para receber em menos tempo, assim o dinheiro gira e consegue prevenir futuros problemas no meio do caminho.

Previsibilidade de caixa é um dos pontos que não pode faltar na sua administração.

 Dica 2 – Cortar custos desnecessários

Você também pode gostar de ler: 3 Dicas Para Aumentar Sua Lucratividade E Começar Sua Transformação Digital

Será que é realmente necessário aquela quantidade de papel toda dentro de um mês? Será que adiantar o fornecimento de insumos em 2 meses é interessante? Será que não é possível um desconto? Pagar antecipadamente fornece algum benefício?

Cortar custos desnecessários é realmente importante dentro da gestão de fluxo de caixa, itens com valor exorbitante de um fornecedor antigo, podem ser substituídos por um fornecedor novo com a mesma qualidade e preço menor. Tudo requer pesquisa e isso é somente um exemplo do que pode ser feito.

Tudo que é retirado da folha de pagamento/compra, é uma economia que a própria empresa conquista e recursos que podem ser reinvestidos em outros setores ou mesmo colocados em uma reserva financeira para momentos oportunos.

Não desperdice, selecione apenas o realmente indispensável e caso for comprar ou pagar algo com antecedência, negocie algum desconto ou benefício.

Dica 3 – Reserva emergencial

Você também pode gostar de ler: 5 Dicas Para Aumentar O Faturamento Da Sua Startup

Se muitas empresas tivessem uma reserva financeira disponível, não teriam fechado as portas em plena pandemia. Com ela é possível manter as operações em pleno funcionamento e cumprindo suas obrigações normalmente.

É uma forma de você manter seu negócio ativo por mais 6 meses ou 1 ano, a partir do momento que se tem um fluxo de caixa organizado é possível prever e ter uma noção clara dos custos da empresa hoje e futuramente, se mantiver o mesmo ritmo e não contrair dívidas.

Sendo assim, é possível se programar para guardar em um fundo x % dos lucros do negócio para um equivalente de x tempo, assim caso algo aconteça ou uma emergência já se tem guardado o suficiente para continuar e passar por este momento de turbulência.

Uma reserva de emergência oferece as seguintes vantagens para a sua empresa:

  • Proteção financeira, pois existe capital na empresa para gerir o negócio;
  • Melhor capacidade de vencer a crise sem endividamento e nem se desfazer de ativos;
  • Manter os estoques bem abastecidos para atender a demanda do mercado;
  • Garantir o pagamento em dia dos compromissos e obrigações da empresa;
  • Manter o fluxo de caixa positivo para manutenção das atividades diárias.

Normalmente quem decide a % de investimento dentro do fundo de emergência são os gestores financeiros, por exemplo, uma empresa entende que gasta cerca de R$4 mil e tem um lucro médio de R$5 mil mensal.

Os gestores financeiros decidiram reinvestir no negócio aproximadamente 20% do lucro na reserva financeira, ou seja, R$1 mil. Ao final de 12 meses, serão R$12 mil poupados para emergência, capaz de suprir 3 meses da empresa tranquilamente. Entendeu o ponto?

Você pode investir mais ou menos, mas tudo depende de quanto tempo gostaria de manter sua empresa sobrevivendo no azul em caso de emergência, o recomendável é no mínimo 6 meses de recurso na reserva.

Dica 4 – Se estiver com dívidas caras (encontrar oportunidades mais baratas)

Isso é muito importante, para pagar dívidas menores empreendedores acabam contraindo dívidas maiores e acaba se tornando uma bola de neve, ou dívidas enormes que se tornam um elefante branco na sala e não permitem que a empresa se desenvolva.

Por isso, a melhor opção é trocar as mais caras por menores, analise se pagando tudo a vista é possível alguma espécie de desconto, ou se mudando de instituição financeira – Portabilidade Financeira – é possível conseguir juros menores para continuar pagando.

Inclusive diversas empresas hoje oferecem o serviço de revisional financeira, onde é possível entrar judicialmente e rever os juros das dívidas e valores e assim, reajustá-los.

A Vibratto é uma empresa voltada para soluções financeiras, ou seja, voltada para seu negócio e trabalhamos em todas as linhas de frente para que seu negócio faça o que precisa fazer: Lucrar e Crescer!

Deixe as preocupações conosco e veja seu negócio expandir.

 



WhatsApp Tire Dúvidas no WhatsApp