Gestão Financeira: 5 Atitudes que podem colocar sua empresa em risco

Empreender não é uma tarefa fácil, principalmente quando você está à frente do seu negócio e acaba tendo que desempenhar várias funções ao mesmo tempo como: controle financeiro, comercial, atendimento, estoque etc. E é possível deixar passar certos detalhes que podem colocar sua empresa em risco e por isso listamos algumas atitudes que você deve evitar a todo custo.

1)    Falta de um Controle de contas à pagar e receber

Todo serviço prestado pela sua empresa acaba gerando um valor que dá entrada no fluxo de caixa, mas se o serviço não for pago imediatamente como saber e realizar a cobrança? Quantos clientes constam pagamento pendente ou mesmo atrasado? Ou quais valores ainda entrarão para o fluxo da empresa, para se pensar ao longo prazo em tudo que será movimentado dentro do mês?

Quando se tem um controle financeiro de contas a receber, você consegue ter essas informações de forma clara e rápida e ainda em meio à crise se preparar, sabendo exatamente o que receberá e quando.

Em contrapartida temos o controle de contas a pagar, que atua de maneira inversa informando ao empresário todas as despesas que devem ser pagas para manter a empresa e seus funcionários operando normalmente, além dos impostos e taxas necessários. Aqui vemos a importância da gestão financeira, pois sabendo quanto você precisa pagar no mês saberá quanto precisa receber e assim fazer seu planejamento mensal.

2)    Ausência de Comprovantes de Pagamento

É um dos tópicos menos abordados, mas um dos mais importantes. Quantas vezes você teve que fazer algum pagamento emergencial ou uma compra e acabou não guardando os recibos de pagamento? São pagamentos referentes a suprimentos? Pessoal? Uma conta nova no cartão da empresa?

Sem esse tipo de comprovante você acaba não tendo as informações precisas nos relatórios financeiros, além de furos de entrada e saída do seu caixa. Procure anotar atrás dos comprovantes sua origem ou deixe-os guardados em uma agenda ou envelope, assim você minimiza o problema e consegue dar baixa no seu controle financeiro.

3)    Ausência de um Controle Financeiro que funcione

Um controle financeiro eficiente vai muito mais além das contas que você deve pagar ou receber, é conseguir através de dados saber a realidade financeira do seu negócio e assim projeções e investimentos para o futuro.

Ter liberdade financeira para negociações com seus fornecedores atuais e novos, poder enxergar com maior precisão gastos que podem ser reduzidos, excluídos ou substituídos por outros que pesem menos no orçamento.

Quando se tem esse controle pode-se começar a fazer o planejamento financeiro.

Existem empresas especializadas neste tipo de serviço, que conseguem através da sua experiência visualizar gargalos financeiros e operações mais saudáveis para os negócios.

4)    Mistura de contas pessoais e da empresa

Esse é um dos pontos mais graves para qualquer organização independente do tamanho, na contabilidade chamamos de Princípio da Entidade, onde o patrimônio dos sócios ou dono não pode ser confundido com o do negócio.

Infelizmente é muito comum ver que este princípio nem sempre é aplicado nos negócios, e acaba-se retirando somas da empresa para custear despesas pessoais de sócios ou acionistas e ainda sem controle.

Com essa mistura das contas pessoais e profissionais, o financeiro não consegue identificar com clareza onde está o furo e porque as contas não batem e as informações saem imprecisas mascarando quem sabe um problema maior.

E para isso ser evitado existe o chamado pró-labore, onde os donos e acionistas recebem uma remuneração específica da empresa pelo seu cargo e função sem a necessidade de alteração no patrimônio empresarial para o pessoal.

Falta de informação para pagamento de impostos e taxas

Aí vem a última atitude que se as demais não colocaram, essa definitivamente colocará sua empresa em risco.  Muitos empresários e empreendedores acreditam que uma boa forma de economizar seja começar pela contabilidade, acreditando poder fazer tudo sozinhos.

Mas aí é que mora o perigo, você pode acabar não fazendo as deduções corretas de impostos, não pagando as taxas correlatas ao seu negócio e acabar gerando multas e penalidades mais altas para sua empresa.

Uma pessoa especializada deve ser contratada para essa função, ela é capacitada e apta para isso e saberá quais itens devem ser pagos ou não e inclusive poderá auxiliar na gestão financeira do seu negócio como um todo, em um país onde temos constantes mudanças de tributações é importante não ser pego desprevenido.

E a máxima é clara: enquanto você está trabalhando para seu negócio crescer, esse profissional estará trabalhando para ele lucrar.

Conclusão

Mostramos aqui cinco atitudes que definitivamente podem colocar sua empresa em risco, não deixe de dar atenção a esses tópicos, liste quais acredita que esteja falhando e tenha um olhar crítico para isso.

A Vibratto é uma empresa voltada para soluções financeiras, ou seja, voltada para seu negócio e trabalhamos em todas as linhas de frente para que seu negócio faça o que precisa fazer: Lucrar e Crescer!

Deixe as preocupações conosco e veja seu negócio expandir.

Esperamos que tenha gostado desse artigo, se ainda tiver dúvidas agende um call com nossa equipe de especialistas e conheça as soluções que preparamos para você.



WhatsApp chat Tire Dúvidas no WhatsApp